Hélio Engholm Jr

Especializado em Engenharia de Software

Neste artigo, estarei falando sobre dois assuntos de extrema importância para as empresas e para aqueles que desejam se tornar profissionais mais competentes no mercado, estarei falando sobre Custo Total de Propriedade e do Retorno do Investimento Investimento em projetos.

Custo Total de Propriedade (TCO – Total Cost of Ownership)

Com relação ao Custo Total de Propriedade podemos citar:

Introduzido pelo Gartner Group.
É uma medida e aproximação para gerenciar e reduzir custos.
Tem mostrado que a manutenção é o componente de maior custo de soluções.
É fundamental para o gerenciamento do valor de negócio TI.
Envolve pessoas, processos e tecnologia.
Envolve suporte ao usuário final, suporte TI, hardware e software.
É extremamente importante ressaltar este custo, pois percebe-se que muitos empresários e gerentes não possuem um sentimento claro do quanto custa manter um sistema de baixa qualidade em operação.

Já presenciei empresa com legado composto por diversos sistemas sem documentação, baixa qualidade e que, frequentemente, apresentam problemas de funcionamento. Além das paradas no negócio da empresa, geravam perdas imensuráveis, relacionadas à sua imagem perante os clientes e o mercado.

Você continuaria utilizando uma operadora de telefonia celular que vivesse fora do ar? Para quantas pessoas você falaria mal desta empresa e qual seria o impacto no negócio da mesma? Qual o prejuízo gerado?

O que já vi várias vezes e tenho certeza que verei novamente, são pessoas acreditando que desenvolver software utilizando processos e o paradigma Orientado a Objetos, não são necessários e até mesmo, bobagem. Simplesmente acham que não vale a pena gastar e esperar mais, para ter seus sistemas desenvolvidos utilizando as melhores práticas de Engenharia de Software de mercado.

Para estas pessoas, devemos apresentar as informação do item de Manutenção de Software apresentado neste livro, onde mostro os custos que são gastos para manutenir softwares mal elaborados e estruturados. Na verdade, tudo o que se economiza desenvolvendo software AD HOC, gasta-se muitas vezes mais nos processos de manutenção dos sistemas, além de eventuais impactos de imagem junto ao cliente. Esta é a maior armadilha gerada pela falta de informações relacionadas.

Veja o artigo relacionado Artigo 3 – Desenvolvimento de Software AD HOC, a Armadilha!

Retorno do Investimento (ROI – Return of investiment)

Outro conceito de mercado muito interessante é o Retorno do Investimento (ROI), representando o tempo levado para se recuperar os investimentos realizados em um projeto e mesmo a obtenção de lucros no mesmo. Precisamos ter a viabilidade dos seguintes itens, quando defendendo um projeto:

A aprovação de qualquer investimento TI deveria ser baseado em caso de negócio.
A avaliação quantitativa do caso de negócio é o retorno de investimento.
ROI é utilizado para auxiliar nas decisões de investimento em TI.
ROI é a métrica mais utilizada para justificar investimentos em TI.
No caso do investimento em desenvolvimento de software, podemos ter, apenas para citar alguns, os seguintes objetivos relacionados:

Aumento da produtividade
Diminuição de custos operacionais
Diminuição de erros operacionais
Observe que todas as justificativas acima de premissas de projeto, podemos desaparecer se apresentarmos no final, um sistema com baixo desempenho, difícil de se utilizar, que mostra dados não fidedignos e com alto custo de manutenção.

One Response so far.

  1. Avery disse:

    Do you play any instruments? cost paxil canada The Drug Utilization Program is designed to identify and correct potentially harmful
    order desyrel online Related Facility which includes coverage for pharmacy
    desyrel hcl When power is turned ON,
    paxil zoloft better Chart 1 ± Recipient with Coverage Codes K, M, O or ALL on file. 2.5.3




+ Artigos